Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Just Ride

"Even if I lose this feeling, I’m sure that I’ll just fall in love with you all over again." - Syaoran Li, Card Captor Sakura

Just Ride

"Even if I lose this feeling, I’m sure that I’ll just fall in love with you all over again." - Syaoran Li, Card Captor Sakura

10
Abr22

Mestrado

Pipa

Comecei o mestrado em 2019. Estava ciente que tinha acabado a licenciatura há meses e que estava pronta para lidar com aulas mais intensas, trabalhos mais puxados e professores que eu não gostava muito (uma em particular).

Sei que os mestrados não são todos iguais, a Twi tinha aulas todos os dias e eram de noite, eu só tinha aulas dois dias por semana (quintas e sextas-feiras). Não tinha testes, só trabalhos e apresentações orais. Só tinha 5 seminários durante o primeiro ano inteiro...tive dois no primeiro e outros três no segundo, sendo que em dois dos seminários quem dava era uma professora que eu não gostava.

Percebi que o facto das turmas serem mais pequenas ajudava. Não só passei a participar mais nas aulas, como os professores sabiam realmente o meu nome! Eram mais simpáticos, mais atenciosos e ajudavam realmente em relação a tudo. Não posso falar muito dos colegas, a MpA foi comigo para o mestrado e tínhamos praticamente o mesmo horário, ela tinha três seminários no primeiro semestre e dois no segundo, mas em relação aos outros colegas...só me comecei a dar com eles no segundo semestre, em 2020.

O primeiro semestre, sendo o semestre da experiência do mestrado, foi satisfatório, as minhas notas subiram, percebia muito melhor a matéria e escolhi o tema da minha dissertação, ou seja...escolhi o projeto que me queria integrar!

Segundo semestre...já percebia a lógica da coisa, mas agora ia começar o maior desafio do mestrado. Não tive que fazer trabalhos finais, de seminário ou estágio na licenciatura, portanto não sabia o que me esperava do protejo. O que sei é que em março de 2020, dia 6 foi o meu último dia oficial de aulas. Lembro-me perfeitamente, porque fui de visita de estudo até Runa. Na semana seguinte, recebi o e-mail a dizer que tinha sido declarado o estado de emergência e que as aulas iam ser dadas à distância.

O meu relacionamento com os colegas deixou de existir. Passei a falar simplesmente com a MpA que tem sido a minha única amiga (a sério) sobrevivente da universidade. As aulas que supostamente iam ser por zoom, passaram a ser: uma enviava apenas o powerpoint e avaliação passou a ser por trabalhos, outra enviava áudios e o powerpoint e dava a aula e outro deu seis trabalhos para fazermos. Não posso dizer que adorei a experiência. Senti que não fazia nada. O projeto ficou parado. Não podia ir para a faculdade, não podia fazer quase nada em casa a não ser ler.

O segundo ano, o dito ano em que me dediquei corpo e alma ao trabalho final, foi complicado. Passei de sentir que não fazia nada de jeito pelas palavras, por vezes, desencorajantes de uma das minhas orientadoras. Passei a chamá-la Miss Vudu, apesar de ela ser mais simpática a falar comigo por telefone ou por zoom do que por e-mail. Vi o meu trabalho a crescer aos poucos, quase que posso dizer a passo de caracol...e digamos que tudo o que tinha para correr mal correu. A pandemia aconteceu (e não nos podemos esquecer que ainda cá anda), o sistema da base de dados onde ia trabalhar era presencial e tive que esperar que houvesse um acesso online à distância. As bibliotecas todas fechadas e tive meses a sobreviver de artigos pequenos com muita pouca informação para a parte de investigação do meu trabalho. O hack ao sistema informático da minha faculdade que apagou por momentos toda a base de dados onde estava o meu trabalho...sim, tudo o que podia correr mal. Sabia que nunca ia conseguir entregar no prazo previsto...setembro de 2021. Pedi extensão do prazo, uma vez que a culpa do atraso não era meu, mas sim das circunstâncias, sem acrescer nenhuma propina, ao diretor e falei com a Associação de Estudantes para ver se ajudavam. A associação desejou-me sorte e nada mais. O diretor, como bom homem, professor e profissional (ironia), disse que tinha sido simpático com o ano anterior ao meu, que lhes deu mais tempo (um ano)...(vamos lembrar que pedi mais um mês) e por isso não ia fazer nada a respeito do meu caso, mesmo eu não tendo culpa.

Engoli o sapo e inscrevi-me quando setembro chegou. Já que tinha tempo, já que agora estava a pagar, entreguei o trabalho em dezembro. Esperei por notícias até ao final de janeiro e agora...aqui estou eu. Com o curso finalizado a pensar que este dia nunca mais ia chegar, depois de tanto, de tantas coisas que me fez duvidar.

Se passava por estas coisas todas outra vez? Passava. Se mudava alguma coisa? Mudava. Mudava para melhor. Acho que podia ter dito não mais vezes. Sou uma pessoa muito ansiosa e quero que fique tudo perfeito então, se a minha orientadora esticava a corda eu ia atrás.

Derramei muitas lágrimas, de frustração, de felicidade, de irritação. Mas bolas...sou mestre e não podia estar mais orgulhosa de mim.

Agora vem a nova realidade, arranjar emprego. Que venha mais uma aventura.

Beijinhos**

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D